Musica Angelica mostra barroco e classicismo na Sala São Paulo

por Redação CONCERTO 17/09/2010

Nos dias 20 e 22 de setembro, segunda e quarta, o Musica Angelica, conjunto norte-americano de música antiga, é a atração da Sociedade de Cultura Artística. Participam ainda das apresentações o excelente contratenor canadense Daniel Taylor e sua compatriota Suzie LeBlanc, jovem soprano reconhecida por belas performances na cena lírica e também por uma consistente trajetória no cinema. Atualmente, os dois atuam juntos no Theatre of Early Music, conjunto especializado em música antiga.

 

Fundado pelo alaudista Michael Eagan e pelo gambista Mark Chatfield em 1993, o Musica Angelica notabilizou-se pela interpretação do repertório barroco. Em paralelo, transita também com desenvoltura pelo repertório clássico e pela produção de compositores menos conhecidos do grande público.

O Musica Angelica já se apresentou nas mais importantes salas de concerto da Alemanha, Áustria, Itália e Espanha. Dentre os maestros que já estiveram à sua frente destacam-se nomes como Giovanni Antonini, Rinaldo Alessandrini e Paul Goodwin.

Nos concertos que realiza na Sala São Paulo, o conjunto dirigido pelo maestro e compositor austríaco Martin Haselböck apresentará ao público sua sonoridade ímpar, acentuada pelo uso de instrumentos de época. O programa se repete nas duas noites e contará com árias e excertos de óperas de Händel, Gluck e Mozart, além de obras de Vivaldi e Telemann.