Petrobras Sinfônica estreia ópera "Piedade" de João Guilherme Ripper

por Redação CONCERTO 20/04/2012

A morte do escritor Euclides da Cunha, em 1909, no bairro da Piedade, no Rio de Janeiro, é tema da ópera Piedade, recém composta por João Guilherme Ripper, que terá sua estreia mundial no dia 21, dentro da temporada 2012 da Orquestra Petrobras Sinfônica, que a encomendou.

 

O episódio abordado pelo libreto é ainda hoje controvertido. Um dos mais respeitados jornalistas e intelectuais de seu tempo, Euclides da Cunha se envolveu num embate com armas de fogo com o jovem tenente Dilermando, com quem sua esposa, Anna, estaria tendo um relacionamento extraconjugal. Euclides foi morto no confronto, e a história, que já teve diversas adaptações para o teatro e a televisão, ganha agora o palco de ópera.

A Opes, que encomendou a ópera a Ripper – um dos mais ativos compositores brasileiros da atualidade –, homenageia assim o grande escritor brasileiro por ocasião do 110º aniversário de publicação do livro Os Sertões.

O título, que terá regência do diretor e titular da Opes, Isaac Karabtchevsky, será apresentado em forma de concerto cênico, com a participação do tenor Marcos Paulo, do barítono Homero Velho e da soprano argentina Paula Almerares. A direção cênica fica a cargo do celebrado André Heller-Lopes.

[Veja detalhes no Roteiro Musical]