Pianista polonês Piotr Anderszewski faz dois recitais em São Paulo

por Redação CONCERTO 25/07/2013

O pianista polonês Piotr Anderszewski volta ao Brasil para dois recitais pela Temporada 2013 da Cultura Artística, dias 29 e 31 de Julho na Sala São Paulo. Ele, que se apresentou em 2005 e 2008 com a Osesp e em 2007 pela Sociedade de Cultura Artística, prepara agora um recital com obras de Bach, Schumann e Janácek, três de seus compositores preferidos.

De Bach ele apresenta a Suíte francesa nº 5 e a Suíte inglesa nº 3; de Schumann a Fantasia Op. 17; e de Janácek o conjunto de miniaturas pianísticas Em um caminho abandonado (Livro II).

Nascido em Varsóvia em 1969, de pai polonês e mãe húngara, aos sete anos mudou-se para Paris e já adolescente voltou à sua cidade natal para estudar piano na Academia Chopin. Ingressou depois nos conservatórios de Estrasburgo e Lyon, na França. Aos dezoito anos passou um ano estudando nos Estados Unidos, na universidade de Southern California. E no início de seus 20 anos teve como professores os pianistas Murray Perahia, Fou Ts'ong e Leon Fleisher.

Nas últimas temporadas ele fez recitais em Barbican Centre e no Royal Festival Hall, em Londres, na Wiener Konzerthaus, em Viena, no Carnegie Hall de Nova York, na Mariinsky Concert Hall de São Petersburgo e na Herkulessaal de Munique. Apresentou-se como solista de orquestras como Filarmônica de Berlim, sinfônicas de Boston, Chicago e Londres, Orquestra da Filadélfia e Orquestra Real do Concertgebouw. Atuou também como regente e pianista com a Orquestra de Câmara Escocesa, a Sinfonia Varsóvia e a Deutsche Kammerphilharmonie Bremen. No âmbito da música de câmara apresentou-se com o Quarteto Belcea e com o violinista Frank Peter Zimmermann.

Sua agenda para a presente temporada inclui recitais em palcos como Carnegie Hall, Berlin Philharmonie, Tonhalle Zürich, Southbank Centre de Londres e Wiener Konzerthaus, concertos como solista da Berlin Staatskapelle, da Sinfônica de Londres e da Sinfônica de Bamberg. Vai fazer também um concerto como pianista e regente com a Camerata Salzburgo.

Com mais de duas dezenas de CDs e DVDs lançados, destacam-se a gravação das Variações Diabelli de Beethoven – que recebeu diversos prêmios, entre eles o Choc da revista Monde de la Musique e o Prêmio ECHO Klassik – e o CD com as Partitas 1, 3 e 6 de Bach, indicado ao Grammy. Seu álbum mais recente é dedicado a Schumann (com a Humoreske Op. 20 e outras peças menos habituais), considerado em 2012 a "Gravação do Ano" pela revista de música da BBC.

[Veja detalhes no Roteiro Musical]

Clássicos Editorial Ltda. © 2013 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.