Roberto Minczuk já não é mais regente titular da OSB

por Redação CONCERTO 28/10/2015

Venceu em agosto o contrato do maestro Roberto Minczuk como regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira. Minczuk, que assumiu a regência titular e a direção artística em 2005, foi um dos principais responsáveis pela recuperação do grupo na década passada, elevando-o a uma das principais orquestras do país, que desde então passou a oferecer séries de assinaturas com concertos regulares e convidados de nível internacional. Em 2011, ao propor a audição dos músicos para um novo projeto artístico, Mincuzk perdeu apoio e assim a direção artística, mas manteve o cargo de regente titular.

 

O fim do contrato de regente titular de Roberto Minczuk não foi comunicado formalmente pela OSB, que apenas retirou a menção à função dos programas e releases distribuídos, onde o maestro agora aparece como “regente emérito”. Em nota, o conselho afirma que “a Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira tem orgulho do trabalho que o maestro Roberto Minczuk vem liderando desde 2005, ampliando a capacidade artística da orquestra, refinando nosso repertório e dando corpo a um projeto artístico abraçado por todos da instituição. Por isso, apesar do término de seu contrato como maestro titular em agosto último, Minczuk segue regendo a orquestra nos concertos divulgados daqui até o final do ano, conforme programado”.

Segundo a OSB, o substituto de Roberto Minczuk na regência titular será escolhido ao longo do ano que vem para assumir em 2017. Na nota, a Fundação OSB afirma que “qualquer especulação em torno de um nome trata-se somente disso: especulação”.

Em matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo, o jornalista João Luiz Sampaio escreve que fontes ligadas à orquestra afirmam que dois nomes têm sido considerados para o posto, o do maestro John Neschling, diretor artístico do Theatro Municipal de São Paulo, e o do maestro Marcelo Lehninger, que atualmente dirige grupos nos Estados Unidos (clique aqui para ler a matéria de O Estado de S. Paulo).

Clássicos Editorial Ltda. © 2015 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.