Simpósio discute presença da mulher na música clássica

por Redação CONCERTO 13/10/2016

A Praça das Artes vai abrigar, nos dias 15 e 16, sábado e domingo, o I Simpósio Latino-americano Mulheres Regentes, que vai discutir a presença da mulher no mundo da regência coral e orquestral, com a participação de importantes artistas e gestores. No dia 15, haverá também um concerto do Trio Capitu.

 

A ideia do projeto nasceu de um encontro entre as maestrinas Lígia Amadio, Claudia Feres, Érika Hindrikson e Vânia Pajares, com o objetivo de “criar um espaço de permanente reflexão sobre a atuação da mulher regente no cenário profissional da música clássica no Brasil e nos países latino-americanos e refletir sobre mecanismos para que as regentes mulheres tenham as mesmas oportunidades que seus colegas”.

Serão seis mesas de discussão, que vão tratar de temas como as visões tradicionais da regência, a desigualdade no mercado de trabalho, a discriminação, recentes conquistas e os desafios enfrentados por novas profissionais. Entre as participantes, estão algumas das principais maestrinas brasileiras, como Mara Campos, Naomi Munakata, além da chilena Alejandra Urrutia e da cubana Yeny Delgado. Também confirmaram presença a diretora da Fundação Theatro Municipal, Maria do Rosário Carvalho; a maestrina Marin Alsop, diretora musical e regente da Osesp e da Sinfônica de Baltimore; o diretor da Santa Marcelina Cultura e compositor Paulo Zuben; e a gestora Claudia Toni; e a assistente de direção artística da Osesp, Isabela Pulfer. [As inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo site].