Suíço Heinz Holliger rege e toca com a Osesp

por Redação CONCERTO 23/04/2013

O maestro, compositor e oboísta Heinz Holliger é o destaque da programação da Osesp para este mês, com apresentações com a orquestra e na série de música de câmara. Nos dias 25, 26 e 27 ele se apresenta com a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e o Coro da Osesp, tendo como solista o violinista austríaco Thomas Zehetmair. Holliger abre o programa com uma obra de sua autoria, Gesänge der Frühe (Cânticos da Manhã), baseada em Schumann e Hölderlin. Em seguida, duas peças de Schumann, o Concerto para violino em ré menor e a Sinfonia nº 1 em si bemol maior, Op.38, ‘Primavera’. O público poderá acompanhar também o Ensaio Aberto da Osesp, na quinta-feira, dia 25, a partir das 10h, com lugares limitados e ingressos a R$ 10,00.

 

No domingo às 17h Heinz Holliger volta a se apresentar na Sala São Paulo, mas desta vez com seu oboé. Com a Orquestra de Câmara da Osesp ele apresenta, na primeira parte do programa, obras de compositores do século XX – Stravinsky, Milhaud e Zimmermann. Na segunda parte, Holliger será o solista na Serenata nº 10 em si bemol maior, KV 361 – Gran  Partita, de Mozart.

 

Nascido em 1939 na Suíça, Holliger formou-se nos conservatórios de Berna e da Basileia e estudou composição com Sándor Veress e Pierre Boulez. Requisitado pelas principais orquestras do mundo, já regeu as filarmônicas de Berlim, Londres e Viena, a Orquestra de Cleveland e a Concertgebouw de Amsterdã. Desenvolveu extensa colaboração com a Orquestra de Câmara da Europa e tem sua obra gravada pelos selos Teldec, Philips e ECM.

 

O violinista Thomas Zehetmair nasceu em Salzburgo em 1961, onde estudou no Mozarteum. Fez carreira como violinista e, mais recentemente, vem atuando também como regente. É diretor musical da Northern Sinfonia, na Inglaterra, e regente titular da Orquestra de Câmara de Paris. Como solista, subiu ao palco das mais célebres salas de concerto do mundo ao lado de maestros como Daniel Barenboim, Christoph von Dohnányi e Sir John Eliot Gardiner. Com o Zehetmair Quartet, formado em 1994, recebeu o prêmio Gramophone de disco do ano pela gravação dos Quartetos nº 1 e nº 3, de Schumann.

 

[Veja detalhes no Roteiro Musical]

 

Clássicos Editorial Ltda. © 2013 - Todos os direitos reservados.
A reprodução deste conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para esta página.