Filarmônica de Minas Gerais abre ano com Liszt e Mahler

por Redação CONCERTO 12/02/2019

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais abre sua temporada 2019 nos dias 14 e 15 de fevereiro, sob a regência de seu diretor artístico e maestro titular Fabio Mechetti.

Ele comanda um programa interessante, que começa com Os prelúdios, de Liszt. A obra, da década de 1850, trazia na partitura publicada em 1856 um prefácio que oferecia um programa por meio do qual a peça poderia ser compreendida. “O que seria a nossa vida além de uma série de prelúdios a um hino desconhecido, a primeira e solene nota entoada pela Morte”, pergunta o texto.

Nesse sentido, dialoga com o restante do programa, que tem a Sinfonia nº 1 de Mahler, sua primeira incursão por um gênero que ele ajudaria a redefinir. A filarmônica, por sinal, vem se dedicando a sinfonias do compositor como parte da construção de sua identidade e sonoridade.

Também na Sala Minas Gerais, o grupo volta a se apresentar no dia 14, na série Concertos para a Juventude, quando Flávio Lago Perucci rege peças curtas de Dvorák, Suppé, Tchaikovsky, Mendelssohn, Saint-Saëns e Dukas. 

Clique aqui e veja os detalhes no Roteiro do Site CONCERTO.

Orquestra Filarmônica de Minas Gerais [Divulgação / Rafael Motta]
Orquestra Filarmônica de Minas Gerais [Divulgação / Rafael Motta]