Barítono Stephan Genz canta com a Osesp na Sala São Paulo

por Redação CONCERTO 10/11/2016

Morte, vida, opressão, fé, esperança, caridade. Foi tratando de temas como esses que Johannes Brahms compôs, em 1896, as Quatro canções sérias. Foi seu último ciclo do gênero, ainda sob o impacto da doença e da morte da pianista Clara Schumann. E, em 2005, o compositor alemão Detlev Glanert fez uma orquestração das peças, associadas a alguns prelúdios. Nascia assim Quatro prelúdios e canções sérias, obra que é o destaque do primeiro programa da Osesp neste mês, de hoje até sábado.

 

A apresentação chama atenção não apenas pelo repertório (que inclui ainda a Sinfonia nº 6, de Vaughan Williams, e o Prelúdio e fuga, de Bach, orquestrado por Schönberg) mas também pelos intérpretes. À frente do grupo estará Sir Richard Armstrong, conhecido do público paulistano, e como solista, o barítono Stephan Genz. Nascido na Alemanha em 1973, ele é particularmente admirado pelo excelente trabalho desenvolvido com o repertório de canções. Não por acaso, no dia 13, ele se une ao Quarteto Osesp para interpretar uma seleção das Juliet Letters, de Elvis Costello.

[Veja mais no Roteiro Musical]