Em segunda semana com Osesp, Claus Peter Flor faz “A criação”

por Redação CONCERTO 03/06/2011

Após comandar a Osesp na Missa de Requiem, de Verdi, na última semana de maio, o maestro Claus Peter Flor continua à frente da orquestra dias 2, 3 e 4 de junho. Ele é o responsável por dirigir o grupo em outra obra grandiosa, A criação, de Haydn, com a participação dos solistas Lisa Milne (soprano), James Gilchrist (tenor), Dominik Wörner (baixo-barítono) e do Coro da Osesp.

 

Oratório escrito na última fase da vida do compositor A criação é sua maior peça vocal, de grande densidade emocional e considerada por muitos a obra-prima de Haydn.

Nascido em Leipzig, Claus Peter Flor estudou regência sob orientação de Rolf Reuter, Rafael Kubelik e Kurt Sanderling. Em 1988 fez sua estreia com a Filarmônica de Berlim. Desde então, foi principal regente convidado da Orquestra Philharmonia (1991-1994) e da Orquestra Sinônica de Dallas (1999-2008). Atualmente, é o diretor musical da Orquestra Filarmônica da Malásia. Como regente de ópera, apresenta-se regularmente nos principais teatros da Alemanha e da França. Em 2011, além da Osesp, dirigirá a Orquestra Nacional Russa, a Filarmônica de Varsóvia, a Real Filarmônica de Liverpool e a Sinfônica de Tóquio, entre outras orquestras renomadas.