Fundação Osesp anuncia programação do 43º Festival de Inverno de Campos do Jordão

por Redação CONCERTO 04/05/2012

Em coletiva de imprensa realizada ontem (2/3) na Sala São Paulo, o secretário de Cultura Marcelo Araujo, o diretor executivo Marcelo Lopes e o diretor artístico Arthur Nestrovski anunciaram as linhas gerais e a programação do 43º Festival de Inverno de Campos do Jordão. A abertura será dia 30 de junho no Auditório Claudio Santoro, com um concerto da Osesp, Coro da Osesp, Coral Paulistano e participação de solistas estrangeiros, sob direção do maestro Thomas Dausgaard, em apresentação da Missa Solemnis de Beethoven.

 

Como já noticiado anteriormente, a realização do Festival de Campos do Jordão passa agora a ser feita pela Fundação Osesp, que substitui a Santa Marcelina Cultura responsável pelas últimas duas edições. Apesar dessa decisão ter sido tomada há apenas poucas semanas – e a despeito da complexidade de planejamento e produção que um evento dessa natureza demanda – é bem ambiciosa e programação apresentada: serão cerca de 60 concertos com artistas como Marin Alsop, Nelson Freire, Sarah Chang, Antonio Meneses, Giancarlo Guerrero, Johannes Moser, Sir Richard Armstrong, Fábio Zanon, Nelson Goerner, Isaac Karabtchevsky, Hagai Shaham, Quarteto Vogler, Nathan Gunn e outros.

O Festival se apoiará em três eixos de programação: 1) três concertos da Orquestra do Festival (formada pelos bolsistas), dias 7, 14 e 21, com repetições na Sala São Paulo, e que serão regidos respectivamente por Sir Richard Armstrong, Giancarlo Guerrero e Marin Alsop; 2) concertos com os professores e artistas que terão atuação didática durante o festival; 3) concertos de artistas e grupos convidados.


Esculturas ao lado do Auditório Claudio Santoro, em Campos do Jordão [foto: divulgação]

O Festival de Campos do Jordão também firmou convênios internacionais com quatro destacadas academias de música, que participarão enviando alunos e professores: Royal Academy of Music de Londres (quinteto de metais), Conservatório de Amsterdã (quarteto de cordas e quinteto de sopros), Conservatório Real de Haia (quarteto de cordas) e Peabody Institute dos Estados Unidos (quarteto de cordas). Esses alunos se juntarão aos brasileiros, somando 115 bolsistas – as inscrições para estudantes brasileiros permanecem abertas até 15 de maio. Conforme Marcelo Lopes, “a Fundação Osesp, em sua estreia na organização do Festival, seguirá a mesma linha pedagógica aplicada na Academia da Osesp, com uma orientação intensiva voltada à prática orquestral qualificada”.

A Fundação Osesp também anunciou que os bolsistas não serão mais alojados nas antigas dependências, sempre muito criticadas em razão de suas precariedades. Agora, os bolsistas serão hospedados em uma pousada localizada a pequena distância do auditório. As aulas e cursos passarão a ser ministrados no Castelo Chinês, “um espaço agradável e adaptado às necessidades do Festival”, conforme as informações recebidas.

O orçamento para o Festival deste ano é de R$ 6 milhões, sendo R$ 2,5 milhões financiados pelo governo do Estado e R$ 3,5 milhões pelo Bradesco, patrocinador do evento desde 2005.

[Clique aqui para conferir a programação do 43º Festival de Inverno de Campos do Jordão.]