Neschling tem sigilo quebrado; Paulo Dallari pede demissão do Theatro Municipal

por Redação CONCERTO 16/08/2016

Matéria publicada hoje no jornal “O Estado de S. Paulo” informa que a justiça determinou a quebra de sigilo dos e-mails do maestro John Neschling, diretor artístico do Theatro Municipal de São Paulo. Neschling é investigado em razão do esquema fraudulento que desviou mais de R$ 15 milhões dos recursos do Theatro Municipal entre 2013 e 2015. Conforme a notícia, a defesa de Neschling afirma que “a quebra do sigilo não comprometerá o músico, uma vez que ele nunca praticou ilicitude”.

 

A mesma matéria informa que o diretor geral da Fundação Theatro Municipal de São Paulo, Paulo Dallari, pediu demissão do cargo. O motivo seria a permanência do maestro John Neschling como diretor artístico do teatro. Paulo Dallari havia assumido o posto no final do ano passado, em substituição a José Luiz Herência, que é réu confesso do esquema de desvio criminoso. Herência, em acordo de delação premiada acertado com o Ministério Público Estadual, sustenta que John Neschling e o ex-diretor do IBGC William Naked participaram da fraude.

[Clique aqui para ler a matéria completa do jornal “O Estado de S. Paulo”.]