Orquestra de Câmara da USP celebra os 85 anos do maestro Olivier Toni

por Redação CONCERTO 25/05/2011

Em comemoração aos 85 anos do maestro Olivier Toni, a Orquestra de Câmara da USP (OCAM) realiza nesta sexta e domingo apresentações sob regência do homenageado, tendo no repertório Isso e nada mais, peça de Toni com solos do tenor Camilo Calandreli, do contrabaixista Neymar Dias e do trompetista Maurício Marra. Na sequência, a OCAM interpreta a Tzigane de Ravel e a Sinfonia de Câmara para Orquestra de Cordas Op. 110 de Shostakovich.

 

O maestro Toni, importante personalidade da vida musical brasileira, é fundador da Orquestra Sinfônica Jovem Municipal de São Paulo (atual Orquestra Experimental de Repertório), da Orquestra Sinfônica da USP (Osusp), da Escola Municipal de Música de São Paulo, do Departamento de Música da USP e da própria OCAM. É também o mentor e diretor artístico do Festival de Música de Prados.

Olivier Toni, que foi aluno de Hans Joachim Koellreutter e Camargo Guarnieri, ajudou a formar importantes músicos brasileiros como Régis Duprat, Gilberto Mendes, Willy Corrêa de Oliveira, Mário Ficarelli, Rodolfo Coelho de Souza, Paulo César Chagas, Silvio Ferraz, Rubens Ricciardi e Cláudio Cruz.

As apresentações da OCAM acontecem no dia 27 no CEU Butantã (ensaio aberto) e no domingo, dia 29 de maio, às 11h no Auditório do MASP.