Sinfônica de Heliópolis recebe violoncelista Leonard Elschenbroich pela temporada do Mozarteum Brasileiro

por Redação CONCERTO 27/08/2010

Às vésperas de sua primeira turnê internacional, a Sinfônica Heliópolis – orquestra da comunidade de Heliópolis fundada pelo Instituto Baccarelli – toca com o violoncelista convidado Leonard Elschenbroich, vencedor do Prêmio Leonard Bernstein 2009, dentro da temporada do Mozarteum Brasileiro. A regência dos concertos, que acontecem dias 31 de agosto e 1º de setembro, é de Roberto Tibiriçá, diretor artístico e regente titular do conjunto desde 2005.

 

A Sinfônica Heliópolis reúne 80 jovens músicos e é o principal corpo artístico do Instituto Baccarelli, sediado em Heliópolis – a maior comunidade de baixa renda de São Paulo, com 130 mil habitantes e a maior densidade populacional da América do Sul. Em outubro, por iniciativa da emissora Deutsche Welle e em colaboração com o Mozarteum Brasileiro, a Sinfônica Heliópolis participa do Beethovenfest com dois concertos em Bonn, na Alemanha. A Heliópolis é a primeira orquestra da América Latina a participar dessa iniciativa. Em sua primeira turnê internacional, a orquestra se apresentará também em Berlim, Dresden, Munique e Amsterdã.

No programa das duas noites, a orquestra tocará somente obras de Antonin Dvorák: a Dança eslava op. 46 nº 8, o Concerto para violoncelo (com solos de Elschenbroich) e a Sinfonia nº 8.

Aos 24 anos, Leonard Elschenbroich vem atraindo a atenção da crítica especializada e de alguns dos mais importantes músicos da atualidade, como Christoph Eschenbach e Anne-Sophie Mutter.