Site da Cami não cita John Neschling na história da Osesp

por Redação CONCERTO 30/03/2009

Para Cami, Columbia Artists Mangement Inc., uma das mais importantes e prestigiadas agências de produção e representação artística do mundo, o maestro John Neschling não faz parte da história da Osesp. Pelo menos é o que se deduz da leitura da biografia da orquestra publicada no site da entidade, que, citando todas as grandes realizações da Osesp em tempos recentes, não menciona o nome do principal responsável por essas conquistas. Consultada, a Fundação Osesp diz que a falha é da Cami e que já pediu a correção da informação.

A Cami está encarregada de organizar a turnê 2009 da Osesp pelos Estados Unidos. Foi ela que sugeriu o nome do jovem maestro Kazem Abdullah para dirigir a orquestra nesta turnê. A Cami não poupa elogios a “um dos mais importantes jovens regentes em ascensão dos EUA”. No site da Cami, porém, não há outras informações sobre o currículo de Kazem Abdullah além do fato, notável sem dúvida, de ter substituído o maestro James Levine em uma récita do Orfeu de Gluck no Metropolitan de Nova York no dia 28 de janeiro deste ano. O maestro de 29 anos, que nunca trabalhou com a Osesp, dirigirá a orquestra em obras de Ravel, Bartók, Brahms, Villa-Lobos e Guarnieri, e na estreia mundial de uma composição de Marlos Nobre. A orquestra terá como solista a percussionista Evelyn Glennie.

Clique aqui para entrar na biografia da Osesp do site da Cami.

Clique aqui para entrar na página da Osesp do site da Cami.