Ocam propõe diálogo entre autores em três concertos

por Redação CONCERTO 21/06/2017

A Orquestra de Câmara da USP faz três apresentações em junho. No dia 23, toca no auditório do Centro de Difusão Internacional da USP; no dia 25, no Theatro Municipal de São Paulo; e, no dia 30, no Auditório Ibirapuera.

O programa, nas três ocasiões, é o mesmo, propondo um diálogo interessante entre autores. A começar pelo brasileiro Claudio Santoro, de quem é interpretado o Ponteio, símbolo da fase nacionalista do compositor, sob regência do maestro Filipe Fonseca. Em seguida, agora com o maestro titular Gil Jardim, o grupo toca o Concerto para trombone, de Nino Rota, mais conhecido pelas trilhas que escreveu para grandes diretores do cinema italiano, como Federico Fellini. O solista será Donizeti Fonseca. O programa se encerra com a Sinfonia nº 3, de Brahms, marco da história do gênero.

[Veja mais no Roteiro Musical]