Concerto com Penderecki em Belo Horizonte tem boa repercussão

por Redação CONCERTO 10/08/2012

Uma noite histórica para a Filarmônica de Minas Gerais. No último dia 7 de agosto um dos mais importantes músicos da atualidade, o maestro e compositor Krysztof Penderecki, se apresentou no palácio das Artes, em Belo Horizonte, com participação solista do violista Roberto Diaz.

 

Penderecki regeu a orquestra mineira na Abertura Coriolano de Beethoven, no Concerto para viola e Polymorphia do próprio Penderecki e na Sinfonia nº 3, Escocesa de Mendelssohn.

Em declaração para o jornal O Estado de Minas, Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular do grupo, afirmou ficar contente "não só pelo fato de ele [Penderecki] ter gostado da orquestra, mas pela reação do público diante de uma música que não é fácil de ser apreciada”. E concluiu: "Pouco a pouco vamos introduzindo a música contemporânea, sem preconceitos. Não de maneira ostensiva, mas paliativa. Assim, desenvolvem-se o gosto e o hábito de escutar. Mesmo que algumas pessoas não gostem, pelo menos elas aceitam e compreendem a importância desse repertório para a formação da orquestra".