Municipal de São Paulo estreia duas óperas

por Redação CONCERTO 11/10/2012

O Teatro Municipal de São Paulo estreia neste feriado de 12 de outubro as óperas Violanta, de Erich Korngold, e Uma tragédia florentina, de Alexander von Zemlinsky. De curta duração – Violanta dura cerca de 70 minutos e Uma tragédia florentina, 50 – ambas montagens têm Felipe Hirsch na direção cênica, Daniela Thomas na direção artística e Luís Gustavo Petri na direção musical e regência. A música fica por conta da Orquestra Sinfônica Municipal e do Coral Lírico

 

A obra de Korngold (que também estreou num programa duplo, junto com outra ópera do autor, em 1916, em Munique) se passa em Veneza, e conta a história de Violanta, mulher que busca vingança, mas acaba caindo num triângulo amoroso formado por seu marido, Simone, e o responsável pelo suicídio de sua irmã, Don Alfonso. O elenco destaca a soprano Eiko Senda no papel-título, o barítono Rodrigo Esteves como Simone e o tenor Eric Herrero como don Alfonso.

Já a ópera de Zemlinsky, também ambientada na Itália, narra o drama do mercador florentino Simone, que suspeita que sua mulher, Bianca, o estaria traindo com Guido Bardi. O confronto das intenções leva a um duelo entre os dois homens. O elenco é formado pela soprano Céline Imbert (Bianca), pelo tenor Martin Muehle (Guido Bardi) e pelo barítono Federico Sanguinetti (Simone).

As récitas acontece nos dias 12, 13, 16, 20 e 21 de outubro.

[Veja detalhes no Roteiro Musical]