Celso Antunes rege coro e orquestra na “Missa in Tempore Belli” de Haydn

por Redação CONCERTO 21/08/2012

O regente associado da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, o maestro Celso Antunes, se apresenta nesta sexta (24 às 21h), sábado (25 às 16h30) e domingo (26 às17h) com orquestra, coro e solistas convidados em um repertório que tem a Sinfonia nº 52 de Joseph Haydn; O Exorcismo do rio Sumpul, do compositor contemporâneo James MacMillan, que remete a um episódio da guerra civil de El Salvador, em 1986; e encerra com a Missa in Tempori Belli (Missa em Tempos De Guerra), de Haydn, escrita na época da Revolução Francesa, que conta com participações da soprano colombiana Juanita Lascarro, da mezzo-soprano eslovaca Lucia Duchonová, do tenor brasileiro Marcos Thadeu e do barítono inglês Christopher Purves.

 

Parte deste repertório será apresentado também na manhã da sexta-feira, às 10h, no Ensaio Geral da Osesp, com ingressos limitados e preços populares.

Além dos concertos, Celso Antunes participa de uma conversa com o público no Música na Cabeça, dia 24 às 19h30, com entrada franca.

Nascido em 1959, em São Paulo, Celso Antunes assumiu o posto de regente associado da Osesp em 2012. De 1994 a 1998, foi regente titular da Nova Orquestra de Câmara da Renânia, em Colônia, e do conjunto belga de música contemporânea Champ d’Action. Como diretor artístico e regente titular do National Chamber Choir, da Irlanda, fez uma gestão que foi considerada pelo The Irish Times uma idade de ouro para o canto coral profissional na Irlanda.

Regente titular do Coro da Rádio da Holanda (2008-11) e professor de regência coral da Haute École de Musique de Genebra, desde 2008, ele atua com a mesma desenvoltura como regente de orquestra e de coral. Antunes trabalha regularmente com alguns dos principais corais da Europa, entre os quais o SWR Stuttgart Vocal Ensemble, o BBC Singers, em Londres, e o Vlaamse Radio Koor, em Bruxelas. Entre os maestros com quem já trabalhou, estão Sir Simon Rattle, Zubin Mehta, Mariss Jansons, Charles Dutoit, Peter Eötvös, Sylvain Cambreling e Marin Alsop.

O CD que gravou com a NDR Radiofilharmonie, interpretando composições de Joaquin Turina, foi indicado ao Grammy em 2011.

[Veja detalhes no Roteiro Musical]