Cultura Artística traz Filarmônica de Viena ao Brasil; confira temporada 2016

por Redação CONCERTO 17/06/2015

Grandes grupos e solistas compõem a temporada 2016 da Sociedade Cultura Artística, que já abre o ano com duas apresentações de um dos principais conjuntos do mundo, a Orquestra Filarmônica de Viena, que será regida pelo maestro russo Valery Gergiev. A filarmônica esteve no Brasil pela última vez nos anos 1990. Já os concertos do dia 8 e 9 de março marcam a estreia do maestro russo Valery Gergiev no país. No dia 8, serão interpretadas a abertura da ópera O holandês voador, de Wagner; La mer, de Debussy; e Quadros de uma exposição, de Ravel; já no dia 9, o programa é formado pelo Prelúdio e encantamento de Sexta-feira Santa, da ópera Parsifal, de Wagner; e pela Sinfonia Manfred, de Tchaikovsky.

Em maio, mais uma sinfônica: a Orquestra da Academia Nacional de Santa Cecilia, que será comandada pelo seu titular, sir Antonio Pappano, e terá como solista a pianista Beatrice Rana, de 22 anos. Serão duas apresentações: no dia 7, a noite começa com a abertura de A força do destino, de Verdi, e segue com o Concerto para piano nº 1 e a Sinfonia nº 5 de Tchaikovsky; já no dia 8, além da abertura e do concerto, será interpretada a Sinfonia nº 3 de Saint-Saëns.

As quatro atrações seguintes da temporada se voltam para o universo da música de câmara. A começar pelo Quarteto Ebène, nos dias 17 e 18 de maio, com o Quarteto em dó maior, op. 20, nº 2 de Haydn; o Quarteto em sol menor, de Debussy; e o Quarteto de cordas nº 12 de Beethoven.

Junho começa com o excepcional violoncelista Jean-Guihen Queyras, que faz dois recitais solo, nos dias 4 e 5, com programa ainda a ser definido. E, na sequência, vem ao Brasil o Jerusalem Festival Chamber Ensemble, acompanhado de sua criadora, a pianista Elena Bashkirova, para interpretar o Trio Gassenhauer, de Beethoven; o Quarteto para clarinete de Hindemith; os Contrastes de Bartók; e o Trio de Schubert.

Nos dias 24 e 25 de agosto, dois recitais do pianista norueguês Leif Ove Andsnes. As apresentações começam com uma seleção de peças de Jean Sibelius; na sequência, Beethoven, Debussy e Chopin. No início de setembro, os Solistas de Trondheim fazem dois concertos dedicados à música de Webern, Bach, Albinoni, Stravinsky e Tchaikovsky, ao lado da trompetista Tine Thing Helseth.

E, então, estão de volta as orquestras. A começar pela Filarmônica de Hamburgo, que será regida pelo maestro Kent Nagano. Serão dois os solistas: o violoncelista Gautier Capuçon, que toca o Don Quixote de Strauss no dia 26 de setembro (o programa tem ainda a Sinfonia nº 1 de Brahms), e a mezzo-soprano Mihoko Fujimura, que canta, no dia 27, as Wesendonck Lieder, de Wagner (a orquestra toca, em seguida, a Sinfonia nº 6 de Bruckner).

As últimas duas atrações do ano vêm ao país acompanhadas de solistas brasileiros. A primeira delas, dias 16 e 18 de outubro, é a Orquestra Tonnhalle de Zurique, que toca sob regência de Lionel Bringuier e com solos de Nelson Freire. Maestro e pianista gravaram recentemente o Concerto nº 2 de Chopin. Em São Paulo, o compositor será o mesmo, mas o concerto, o de nº 1 (o grupo ainda apresenta peças de Peter Eötvös, Shostakovich e Mahler). Já em novembro, os concertos de encerramento da temporada vão contar com a Orquestra Gulbenkian, regida por Lawrence Foster e com o violoncelista Antonio Meneses como solista. No programa, os concertos para violoncelo de Lalo e Shostakovich (nº 1), além das sinfonias nº 8 de Dvorak e Schubert e a Sinfonia nº 3 de Mendelssohn.

A renovação de assinaturas será realizada dos dias 3 a 11 de novembro; nova assinaturas poderão ser feitas a partir do dia 7 de dezembro. Mais informações no site www.culturaartistica.com.br.


Confira abaixo a temporada 2016 completa da Cultura Artística:

Orquestra Filarmônica de Viena
8 e 9 de março
Valery Gergiev - regente
Obras de Wagner, Mussorgsky e Tchaikovsky

Orquestra da Academia Nacional de Santa Cecília
Dias 7 e 8 de maio
Sir Antonio Pappano - regente
Obras de Verdi, Tchaikovsky e Saint-Saëns

Quarteto Ebène
Dias 17 e 18 de maio
Obras de Haydn, Debussy e Beethoven

Jean-Guihen Queyras – violoncelo
Dias 4 e 5 de junho
Programa a definir

Jerusalem Festival Chamber Ensemble
Dias 18 e 19 de junho
Elena Bashkirova – piano
Obras de Beethoven, Hindemith e Bartók

Leif Ove Andsnes – piano
Dias 23 e 24 de agosto
Obras de Sibelius, Debussy, Beethoven e Chopin

Solistas de Trondheim
Dias 10 e 11 de setembro
Tine Thing Helseth – trompete
Obras de Weber, Bach, Albinoni, Tchaikovsky e Stravinsky

Orquestra Filarmônica de Hamburgo
Dias 26 e 27 de setembro
Kent Nagano – regente
Gautier Capuçon – violoncelo
Mihoko Fujimura – mezzo-soprano
Obras de Strauss, Brahms, Wagner e Bruckner

Orquestra Tonhalle de Zurique
Dias 16 e 18 de outubro
Leonel Bringuier – regente
Nelson Freire – piano
Obras de Chopin, Shostakovich e Mahler

Orquestra Gulbenkian
Dias 7 e 8 de novembro
Lawrence Foster – regente
Antonio Meneses – violoncelo
Obras de Shostakovich, Lalo, Dvorák e Mendelssohn

Clássicos Editorial Ltda. © 2015 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.