Em dificuldades financeiras, OSB cancela restante da temporada 2016

por Redação CONCERTO 12/09/2016

Com dívidas que alcançam R$ 5 milhões e necessitando arrecadar mais R$ 10,5 milhões para fechar suas contas deste ano, a OSB anunciou, em carta publicada ontem no jornal “O Globo”, o cancelamento do resto de sua temporada de 2016. Em meados de junho, a orquestra já havia anunciado severos cortes [leia aqui], mas não conseguiu reverter sua grave situação financeira.

 

Na carta, o Conselho Curador da Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira manifesta um pedido de auxílio à Prefeitura da cidade: “A OSB é grata à Prefeitura do Rio de Janeiro, mas precisa que esta renove seu apoio à orquestra de forma permanente, como têm feito seus fiéis investidores BNDES, Carvalho Hosken, Bradesco e Brookfield, e todos os demais apoiadores que permitiram à Fundação atravessar o ano até o momento”. E finaliza em tom dramático: “A ausência de investimento dos setores público e privado na salvaguarda desse patrimônio brasileiro poderá causar o desaparecimento de um dos maiores ícones da cultura nacional e carioca. Um conjunto único, que há mais de sete décadas, representa a diversidade cultural brasileira e atua ativamente na educação desta sociedade”.

Também em sua edição de ontem, o jornal “O Globo” publicou uma entrevista com o presidente da Fundação OSB, Eleazar de Carvalho Filho, que expõe os problemas da orquestra e pede ajuda ao governo e à iniciativa privada: “A OSB está com uma dificuldade financeira séria em função da redução dramática de recursos disponíveis para este ano. Portanto, está chamando a sociedade para ajudar. Não vislumbramos novos recursos entrando até o fim do ano. Precisamos levar à sociedade, de uma forma contundente, a situação que estamos enfrentando e propor uma reflexão: se a cidade, ou mesmo o país, deseja manter um conjunto deste nível e com essa história.”

[Clique aqui para ler a carta da Fundação OSB publicada no jornal O Globo.]

[Clique aqui para ler a entrevista de Eleazar de Carvalho Filho publicada no jornal O Globo.]