Morre aos 95 anos o maestro Alceo Bocchino

por Redação CONCERTO 08/04/2013

Morreu na cidade do Rio de Janeiro no último domingo, dia 7, o maestro, compositor e pianista curitibano Alceu Bocchino.

 

Nascido em 1918, ele foi aluno de Villa-Lobos e Camargo Guarnieri e se tornou uma das personalidades mais ativas da vida musical de meados do século passado. Antes de se dedicar à regência e à composição fez uma carreira de pianista, apresentando-se por várias cidades brasileiras, inclusive acompanhando cantores como o tenor Tito Schipa. Foi diretor musical das Rádios Mayrink Veiga e Mundial, do Rio de Janeiro, e regente e orquestrador nas Rádios Nacional do Rio de Janeiro e Difusora, Tupi e Record, de São Paulo.

Foi fundador da Orquestra Sinfônica Nacional, na qual atuou como regente titular ao longo de 13 anos, e atuou como regente assistente da Orquestra Sinfônica Brasileira, tendo dirigido ainda a Orquestra de Câmara da Rádio MEC e a do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Alceu Bocchino ocupou a cadeira nº 37 da Academia Brasileira de Música.

Clássicos Editorial Ltda. © 2013 - Todos os direitos reservados.
A reprodução deste conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para esta página.