Morre Cyro Del Nero, aos 78 anos

por Redação CONCERTO 03/08/2010

Permitam-nos a impertinência e a homenagem.

 

Da infância no Brás, quem imaginaria que ele seria uma das figuras mais importantes do rádio, da TV e do cinema no Brasil. Em mais de 50 anos de uma carreira de sucessos, ele trabalhou nas principais emissoras, com os grandes diretores, produtores e atores.

Estudou seu ofício na Grécia e na Alemanha e retornou ao Brasil, onde fez sua estreia em Dois destinos, com direção de Egydio Éccio. Trabalhou em peças como O pagador de promessas, de Dias Gomes, Esperando Godot com Cacilda Becker, e assinou inúmeras óperas realizadas no Teatro Municipal de São Paulo.

Na TV, trabalhou na TV Tupi , foi diretor de arte do programa Fantástico e criou aberturas para diversas novelas da Rede Globo. Foi professor titular na Universidade de São Paulo e recebeu prêmios como o da Bienal Internacional de São Paulo de 1961.

Recentemente os ouvintes da Rádio Cultura FM de São Paulo tiveram o privilégio de ouvir sua criatividade e textos brilhantemente articulados e narrados, celebrando cada dia do ano.

Um cateterismo levou-o ao Instituto do Coração, mas ele não resistiu à evolução de seu quadro clínico. Antes de partir, deixou as indicações para a cerimônia de sua cremação.

O cenógrafo Cyro Del Nero veio a falecer, vitimado por um choque séptico, neste dia 31 de julho.