Orquestra Petrobras Sinfônica reformula temporada e aposta em nova proposta artística

por Redação CONCERTO 06/12/2016

Um grupo mais democrático, ousado, acessível, popular. É com essa proposta que a Orquestra Petrobras Sinfônica, Opes, entra em 2017, com um novo conceito de atuação. Ao mesmo tempo em que vai manter sua temporada regular de concertos em palcos como o Theatro Municipal do Rio de Janeiro e a Sala Cecília Meireles, a Opes resolveu diversificar sua atuação, partindo em busca de uma nova relação com a cidade – e sua plateia.

 

“Foi um processo iniciado há alguns anos, quando começamos a flertar com a música popular e buscamos palcos alternativos para nos apresentar”, conta Mateus Simões, diretor executivo do grupo. “O nosso foco era a democratização da música clássica, pensando a orquestra como um organismo eclético, capaz de se transformar, de se reinventar, tanto em termos sonoros, de interpretação do repertório, como de formatos. E essas experiências agora desaguam nesse novo conceito, mais organizado e articulado, que colocaremos em prática em 2017.”

Nesse sentido, a temporada foi dividida em três núcleos. O primeiro é o Mundo Clássico, com os concertos sinfônicos no Municipal e na Sala, além da série de música de câmara, no Espaço Guiomar Novaes. Entre os destaques, uma apresentação com obras de Kachaturian e Ernani Braga (em junho, com regência de Felipe Prazeres); a Sinfonia nº 5 de Shostakovich e o Concerto nº 1 de Rachmaninoff, com Carlos Prazeres e Fabio Martino (julho); um programa inteiramente dedicado a Richard Strauss em agosto, com Isaac Karabtchevsky, diretor artístico, que em novembro rege ainda a monumental Sinfonia nº 10 – Ameríndia, de Villa-Lobos.

O segundo investimento é na série Mundo Urbano. “A proposta é se aproximar da cidade, dos bairros. Temos feito apresentações em escolas, hospitais, shoppings, ao ar livre, em uma cervejaria. Dizemos que o palco para esta série será sempre ditado pelas ruas, pelas pessoas”, explica Simões. Por fim, há o Mundo Pop. “A ideia aqui é estabelecer parcerias inusitadas, mostrar a versatilidade da orquestra por meio do diálogo com artistas, de arranjos inéditos, sem perder jamais a excelência artística, que é fundamental”, diz Simões. 

Informações e assinaturas

Renovações de assinaturas poderão ser feitas até o dia 16 de dezembro. Novas assinaturas estarão disponíveis a partir do dia 16 de dezembro até o dia 24 de fevereiro de 2017.

Informações podem ser obtidas pelo telefone (021) 2551-5508 ou no site da orquestra.