OSB Ópera & Repertório apresenta óperas “Jupyra” e “Moema” em versão de concerto

por Redação CONCERTO 02/07/2013

No dia 4 de julho a OSB Ópera & Repertório se apresenta no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, sob a regência de Silvio Viegas. O repertório traz duas óperas brasileiras de temática indígena – Jupyra, de Francisco Braga, e Moema, de Delgado Carvalho –, que tratam do choque cultural entre portugueses e nativos a partir de uma história de amor proibido.

 

O elenco, que faz jornada dupla, é composto por Flavia Fernandes, Florência Fabris (sopranos), David Marcondes (barítono), Eric Herrero (tenor) e Márcio Marangon (baixo-barítono).

Segundo Leonardo Martinelli, em texto publicado na edição de julho da Revista CONCERTO, “para sua ópera, Francisco Braga havia decidido percorrer um caminho semelhante àquele traçado por Gomes no Il guarany, ao escolher como tema o amor entre índios e o homem branco, bem como o italiano como “idioma universal”. Porém, ao contrário da bucólica história de José de Alencar, em Jupyra a trama se desdobra em uma terrível tragédia. A partir do conto de Bernardo Guimarães (autor de clássicos de nossa literatura, como O seminarista e A escrava Isaura), com libreto de Gastão D’Escragnolle Dória e versão para o italiano de Menotti Buja, a ópera narra a sina da índia Jupyra, que vive um romance com o homem branco Carlito. Ela se revela apaixonada por ele, que, no entanto, se interessa por outra mulher, Rosalia. Quando Jupyra fica sabendo da traição de Carlito, ela pede para que Quirino – um amor confesso seu – assassine Carlito, oferecendo sua mão como recompensa pelo crime. Mas, assim que percebe a barbaridade de suas ações, a própria Jupyra põe fim a sua vida ao se jogar nas águas de um rio.”

[Veja detalhes no Roteiro Musical]

Clássicos Editorial Ltda. © 2013 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.