Ricardo Castro e CD Flausino Vale vencem 7º Prêmio Bravo! Bradesco Prime de Cultura

por Redação CONCERTO 05/10/2011

Ontem, no Auditório Ibirapuera em São Paulo, foram anunciados os vencedores da 7ª edição do Prêmio Bravo! Bradesco Prime de Cultura. Com apresentação do ator Lázaro Ramos – e acompanhamento de uma ótima banda de música popular liderada por Fernando Salém e com a participação da cantora Verônica Ferriani – o evento teve como tema “cultura para mais gente” e homenageou expoentes da produção cultural do país.

 

A categoria CD de música erudita foi vencida pelo CD “Flausino Vale e o violino brasileiro”, uma gravação feita pelo violinista Claudio Cruz dos prelúdios do compositor mineiro que viveu na primeira metade do século passado. O CD é resultado de um trabalho musicológico da pesquisadora e jornalista Camila Frésca (Camila é jornalista da Revista CONCERTO e colunista do Site CONCERTO). A gravação, que teve o patrocínio da Petrobras, foi idealizada por Camila Frésca e lançada em início deste ano pela CLÁSSICOS, selo da Revista CONCERTO.

Em outra importante premiação do meio clássico, o maestro e pianista Ricardo Castro venceu a categoria Personalidade cultural do ano, pela criação do projeto Neojibá. Envolvendo uma grande número de jovens músicos, o Neojibá (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia) é um projeto de educação musical e inclusão sociocultural inspirado no El Sistema venezuelano. Criado em 2007, a orquestra principal do Neojibá, a Orquestra Juvenil da Bahia, acaba de retornar de uma viagem de concertos na Europa.

Confira abaixo a lista completa dos vencedores do 7º Prêmio Bravo! Bradesco Prime de Cultura:

Melhor exposição: Carmela Gross – Corpo de Ideias

Melhor Filme Nacional: Tropa de Elite 2 - O Inimigo Agora é Outro, José Padilha

Melhor Espetáculo de Dança: Núcleos, João Saldanha

Melhor Espetáculo de Teatro: Pterodátilos, Felipe Hirsch

Melhor CD Erudito: Flausino Vale e o Violino Brasileiro, Cláudio Cruz com concepção de Camila Frésca

Melhor Livro: Diário da Queda, Michel Laub

Melhor CD Popular: Emicídio, Emicida

Melhor Show: Criolo, Criolo

Personalidade Cultural do Ano: Ricardo Castro, criador do Neojibá

Melhor Programação Cultural: Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo

Mais de 19 mil internautas definiram, por meio de uma votação na internet, o Artista Prime do Ano. O grande vencedor foi o ator Marco Nanini, que concorreu com o diretor de cinema José Padilha, o artista plástico Carlito Carvalhosa, o cartunista Laerte, o poeta Ferreira Gullar e o compositor Chico Buarque.