Teatro São Pedro anuncia temporada com três óperas

por Redação CONCERTO 19/04/2012

A nova direção do Teatro São Pedro anunciou os três títulos da temporada lírica de 2012. São eles: O elixir do amor de Gaetano Donizetti, em junho; Lakmé de Léo Delibes, em agosto; e Werther de Jules Massenet, em novembro.

 

Desde fins do ano passado o Teatro São Pedro passa por uma profunda reformulação. Inicialmente a Secretaria da Cultura substituiu a Organização Social que o geria, passando a administração do teatro ao Instituto Pensarte. Um conselho artístico criado pela nova direção acabou entrando em conflito com o diretor artístico, maestro Roberto Duarte – por conta da escolha de títulos para a temporada –, o que acabou levando à renúncia de Duarte. Finalmente, por sugestão do então Secretário da Cultura Andrea Matarazzo, o maestro Júlio Medaglia foi indicado novo diretor artístico, conforme noticiado neste site e na última edição da Revista CONCERTO. O maestro Emiliano Patarra segue regente titular da Orquestra do Teatro São Pedro, e Paulo Abraõ Ésper é o diretor. Outra novidade é que José Roberto Walker assumiu a produção da temporada de 2012.

O elixir do amor de Donizetti será regido por Emiliano Patarra e terá direção cênica de Walter Neiva. Júlio Medaglia assume Lakmé, que cenicamente será dirigido por Plamen Kartalov, diretor búlgaro que já trabalhou com Medaglia em produções de Carlos Gomes. André Heller-Lopes foi convidado para a direção cênica de Werther, cuja direção musical ainda não está definida.

José Roberto Walker, novo produtor para a temporada de 2012, ressalta que as encenações serão feitas com qualidade. “Vamos produzir nas condições técnicas e físicas que o teatro oferece, que sabemos tem limitações. Mas dentro dessas condições, trabalharemos em nível de excelência”, afirmou. E seguiu: “Começaremos nesse ano com três títulos, mas já há a perspectiva de ampliar para cinco produções no ano que vem”. Segundo Walker, o Teatro São Pedro oferecerá novas perspectivas para a ópera em São Paulo, gerando oportunidades também para jovens cantores. “Uma das novidades, é que cada título terá apenas um elenco, mas com doppioni. Assim daremos oportunidades para jovens cantores acompanharem a produção. A ideia é que uma das récitas seja cantada por esse elenco de doppioni”, concluiu o produtor.

Já o maestro Júlio Medaglia reafirmou o compromisso de articular o Teatro São Pedro com o seu entorno. “Além de produzir com excelência, vamos desenvolver uma relação criativa, uma animação cultural na região do Bom Retiro, da Barra Funda, da Santa Cecília. Queremos estabelecer um novo diálogo dessa comunidade com seu teatro, levando a informação musical de qualidade”, afirmou o diretor artístico. Medaglia também falou da necessidade de ampliar as instalações físicas do Teatro anexando um imóvel vizinho. “Assim poderemos criar uma central cenográfica e desenvolver know how para figurinos e cenários”, completou.

ATUALIZAÇÃO DIA 20/04/2012
Instituto Pensarte retifica notícia do Site CONCERTO

O Instituto Pensarte enviou e-mail a nossa redação retificando informação publicada na matéria acima. Segue íntegra da nota enviada:

Concerto
caro diretor Nelson Kunze:
tendo em vista a matéria publicada no site Concerto, abaixo citada, vimos de pronto solicitar-lhe que seja corrigida a informação nela constante de que o produtor da temporada de 2012 é o sr. josé roberto walker.
trata-se de uma inverdade que tem sua evidente contestação no fato de que o próprio theatro são pedro e sua equipe estão a cargo da produção da referida temporada.
a mais, não consta em qualquer momento de nosso relacionamento com o sr. josé roberto walker a autorização ou o entendimento de que ele possa falar pelo theatro, seus projetos, sua administração.
sendo assim, antecipamos-lhe nossos agradecimentos pela necessária correção.
px silveira, diretor executivo, instituto pensarte.