Fundação Osesp cancela participação de Celso Antunes na temporada 2017

por Redação CONCERTO 10/02/2017

O maestro brasileiro Celso Antunes foi dispensado do programa que regeria com a Osesp em abril deste ano. O especialista em música vocal dirigiria a versão coral de As sete últimas palavras do redentor na cruz, de Joseph Haydn. Conforme carta aberta dirigida aos músicos da orquestra, Antunes afirma que os concertos já estavam acertados desde 2014, que já havia aceitado uma redução da ordem de 25% de seu cachê e que o cancelamento de sua participação foi feita de forma arbitrária e contrariamente à sua vontade pessoal.

Na tarde de ontem, a Fundação Osesp divulgou um comunicado em que afirma que o cancelamento da participação do maestro Celso Antunes se deu por conta das “restrições orçamentárias atuais”. A nota afirma ainda, que “esperamos poder reconvidá-lo [Celso Antunes] nas futuras temporadas, mas, por ora, medidas pontuais se fazem necessárias. Dentro desse contexto, o maestro canadense Fabien Gabel, que se apresentaria pela primeira vez com a Osesp, também não participará da temporada 2017. Ambos os programas estão mantidos e serão conduzidos pela Regente Assistente da Orquestra”.

Ainda justificando a dispensa da Antunes, a Osesp argumenta que teve de realizar outras reduções (temporada de música de câmara e os concertos itinerantes, além de significativos cortes em pessoal técnico e administrativo), e finaliza afirmando que “o orçamento para projetos artísticos em 2017 é 27% menor do que 2016.”