Orquestra Sinfônica da Bahia inaugura nova fase com Liszt

por Redação CONCERTO 14/09/2017

Com um novo modelo de gestão e novos músicos contratados após provas realizadas no mês de julho, a Orquestra Sinfônica da Bahia faz o concerto inaugural de sua nova fase no dia 14 de setembro, no Teatro Castro Alves, pela série Jorge Amado. A regência é do diretor artístico Carlos Prazeres, que abre o programa com Ritual, de Lindembergue Cardoso, e em seguida interpreta a Sinfonia Fausto, em que Liszt dialoga com a obra de Goethe, ao lado do tenor Aníbal Mancini.

A Osba volta a se apresentar no dia 21, também no Castro Alves, com Les illuminations, de Benjamin Britten, com solos da soprano Flávia Albano, e a Serenata para cordas, de Tchaikovsky; e, no dia 29, propõe diálogo entre a obra de Bach e de autores como Paulo da Costa Lima, Anton Webern e Arvo Pärt, no Museu de Arte Moderna de Salvador.

 

[Veja mais no Roteiro Musical]