Banner 468x60
Banner 180x60
Bom dia.
Domingo, 17 de Dezembro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 

 
 
 
Virtuosi: Estrelas internacionais no Recife (19/1/2009)
Por Irineu Franco Perpetuo

OK, a internet efetivamente diminui as distâncias entre as pessoas, mas ainda não resolve todos os problemas. Porque, às vezes, as estruturas mentais do passado persistem como vício, e, no eixo Rio-São Paulo, nem sempre estamos tão atentos como deveríamos ao que acontece no resto do país.
Por exemplo: embora, em Pernambuco, desde 1998, o casal Ana Lúcia Altino/Rafael Garcia promova anualmente o Festival Virtuosi, muita gente no nosso meio musical nem ouviu falar no evento. Estive no Recife em 2007, para cobrir, e, em dezembro do ano passado (uma semana antes do Natal, de 17 a 21), como palestrante de um evento paralelo, o Festival Ibero-Americano (que destacava Marlos Nobre, entrevistado deste mês da revista Concerto), e tive uma surpresa das mais favoráveis com o nivel artístico do evento.

Os concertos acontecem no belíssimo Teatro de Santa Isabel - construído por 1850, refeito em 1869, após um incêndio, e, depois de sete anos de reformas, reinaugurado em 2002. Os músicos que visitam a cidade (como os integrantes do Ensemble São Paulo), além de tocar música de câmara, formam a orquestra do festival, que atua sob a regência de Rafael Garcia - um chileno que está radicado no Brasil há décadas, e foi “spalla” da Osesp nos tempos de Eleazar de Carvalho (sua mulher, Ana Lúcia, como pianista, também foi membro da Osesp pré-Neschling).

No ano passado, já como efeito da crise financeira global, eles tiveram um corte imprevisto de patrocínio (e, conseqüentemente, de verba) à última hora. Mesmo assim, montaram uma programação de dar inveja.

Eu fiquei absolutamente encantado com o contratenor francês Philippe Jaroussky, que já conhecia de disco, e, dois dias antes, havia se apresentado no Rio (mas, infelizmente, não veio a SP). Acompanhado de Jérôme Ducros, um pianista de grande personalidade, ele cantou, com muita técnica, musicalidade e senso de estilo (e sem aquele vibrato excessivo que se transformou em irritante vício de tantos cantores líricos) um refinado programa de canções francesas do início do século XX, que, em março deste ano, deve sair em CD pela Virgin.

Outro must foi o excepcional violinista russo Ilya Gringolts, que, das vezes que esteve aqui em São Paulo, deixou todo mundo boquiaberto. Acompanhado da pianista Marianna Shirinyan, Gringolts fez um programa incomum, incluindo uma sonata a ele dedicada por Sir Peter Maxwell Davies e peças de Szymanowski, Ravel e Schubert. Ele não tem aquele som “gordo” que habitualmente associamos à escola russa de violino, mas possui um domínio técnico inquestionável, e uma musicalidade impressionante.

Além disso, estiveram o violinista alemão Nicolas Koeckert, laureado no Concurso Tchaikovsky, em 2002; o trombonista sueco Christian Lindberg, que vem alargando o repertório e as possibilidades de seu instrumento; e o romeno Catalin Rotariu, que executa no contrabaixo as peças mais difíceis e virtuosísticas do repertório do violoncelo.
Isso sem falar nas estrelas “da casa”, como o violoncelista Antonio Meneses, lançando seu disco em duo com a pianista Celina Szrvinsk; o também violoncelista Leonardo Altino, filho de Rafael e Ana Lúcia, com um Haydn maduro e surpreendente; e Naná Vasconcelos, o maior percussionista popular que o Brasil já teve, recebendo uma justa homenagem e exibindo seu talento na noite de abertura do festival. Vale a pena ficar atento às próximas edições do festival.





Irineu Franco Perpetuo - é jornalista, colaborador do jornal Folha de S. Paulo e correspondente no Brasil da revista Ópera Actual (Barcelona).

Mais Textos

A goleada da Argentina (e nem precisaram do Messi) Por Nelson Rubens Kunze (8/12/2017)
Uma grande e despretensiosa sátira Por João Luiz Sampaio (8/12/2017)
Museu virtual reúne milhares de instrumentos de coleções britânicas Por Camila Frésca (4/12/2017)
Karnal, a Osesp e o governador Por Nelson Rubens Kunze (24/11/2017)
Quem não trafega nas redes sociais se trumbica Por João Marcos Coelho (24/11/2017)
Budu e Hilsdorf: nasce um duo Por Irineu Franco Perpetuo (14/11/2017)
Três óperas Por Jorge Coli (7/11/2017)
Convocação de OSs para Emesp, Guri e Conservatório de Tatuí reforça torniquete financeiro do governo Por Nelson Rubens Kunze (3/11/2017)
Para onde nos levará a onda de censura no país? Por João Marcos Coelho (31/10/2017)
Os quartetos de cordas e a reavaliação da obra de Villa-Lobos Por Camila Frésca (30/10/2017)
O Brahms profundo e espontâneo de Nelson Freire Por Irineu Franco Perpetuo (25/10/2017)
Primeiras impressões sobre a temporada da Osesp Por João Marcos Coelho (29/9/2017)
“Tosca” tem montagem competente no Rio de Janeiro Por Nelson Rubens Kunze (28/9/2017)
Refinamento e inventividade em “Brazilian Landscapes” Por Camila Frésca (28/9/2017)
Um “Nabucco” problemático no Theatro Municipal de São Paulo Por João Luiz Sampaio (26/9/2017)
Na estreia com a Osesp, Leonardo Hilsdorf encanta a Sala São Paulo Por Irineu Franco Perpetuo (22/9/2017)
Festival de Ópera do Theatro da Paz faz bom “Don Giovanni” Por Nelson Rubens Kunze (19/9/2017)
Penderecki e Szymanowski: uma noite musical maior Por Jorge Coli (18/9/2017)
Novo fôlego para a ópera no RS Por Everton Cardoso (8/9/2017)
Wagner de boa qualidade, mas sem lirismo e vigor dramático Por Jorge Coli (4/9/2017)
Finalmente Dudamel “suja” mãos e batuta com a “política” Por João Marcos Coelho (24/8/2017)
Dobradinha “Pulcinella & Arlecchino” tem boa realização no Theatro São Pedro Por Nelson Rubens Kunze (23/8/2017)
O bel canto colorido e expressivo de Javier Camarena Por Irineu Franco Perpetuo (10/8/2017)
Osesp faz belo concerto com programa raro Por Jorge Coli (9/8/2017)
Terceira edição do Festival Vermelhos consolida projeto cultural em Ilhabela Por Camila Frésca (8/8/2017)
Em busca da música Por João Marcos Coelho (28/7/2017)
 
Ver todos os textos anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Dezembro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31 1 2 3 4 5 6
 

 
São Paulo:

17/12/2017 - Ópera A flauta mágica, de Mozart

Rio de Janeiro:
17/12/2017 - Orquestra, Coro e Solistas da Cia. Bachiana Brasileira

Outras Cidades:
21/12/2017 - Goiânia, GO - Ópera Carmen, de Bizet
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046