Augustin Hadelich toca Britten com a Filarmônica de Minas Gerais

por Redação CONCERTO 10/07/2019

A Orquestra Filarmônica de Minas Gerais recebe esta semana, em seu programa de assinaturas, um dos maiores violinistas da atualidade, Augustin Hadelich, que vai interpretar uma obra pouco ouvida no Brasil, o Concerto para violino nº 1, de Benjamin Britten. 

A peça foi escrita quando Britten tinha 25 anos e, em texto escrito na época, ele a define como sua melhor obra até então. Como em outras de suas criações, o compositor reflete nela sobre a guerra que, em 1939, começava a perturbar a vida europeia.

O programa, que tem regência de Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular da filarmônica, será apresentado nos dias 11 e 12 e conta ainda com a Sinfonia nº 36, Linz, de Mozart, e com os Contos dos bosques de Viena, de Johann Strauss Jr. 

Prepare-se: no dia 20, Mechetti comanda a filarmônica em concerto da série Fora de Série, explorando a relação entre pintura e música, com obras estimulantes: o Tríptico Botticelliano, de Respighi; o Tributo a Portiniari, de Guerra-Peixe; e os Quatro poemas sinfônicos sobre Arnold Böcklin, de Max Reger.

Clique aqui e veja mais detalhes no Roteiro do Site CONCERTO

Leia mais
Acervo CONCERTO
A vida de Benjamin Britten
Notícias Neojiba inaugura sede em Salvador
Reportagem Construção do novo Teatro Cultura Artística encerra primeira fase

Augustin Hadelich [Divulgação / Rosalie O'Connor]
Augustin Hadelich [Divulgação / Rosalie O'Connor]