Banner 468x60
Banner 180x60
Bom dia.
Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017.
 
E-mail:  Senha:

 

 
Nome

E-mail


 
Saiba como anunciar na Revista e no Site CONCERTO.
   


 

Vitrine Musical 2016 - Clique aqui e veja detalhes dos anunciantes

 
 
 
Retrospectiva 2015 – CDs brasileiros (28/12/2015)
Por Camila Frésca

Terminei o ano de 2014 fazendo um balanço dos lançamentos de discos nacionais (confira aqui). E não me ocorreu outra coisa para fechar 2015 que mencionar alguns dos belos lançamentos que tivemos. Por mais que se tente acompanhar e reportar tudo, infelizmente – ou felizmente, já que isso significa que a quantidade é grande – não é possível se debruçar sobre cada um dos discos lançados que chamam nossa atenção. Por isso, fazer uma listagem geral nunca é demais. Vale elencar alguns dos CDs com os quais tive contato ao longo do ano.


Alguns dos principais lançamentos fonográficos de 2015, escolhidos por Camila Frésca [imagens: reprodução]

Não se trata propriamente de um CD de música e músicos brasileiros, mas na minha opinião foi um dos mais belos discos lançados no ano: Poemas musicais do Oriente Médio é um CD com música contemporânea da Síria idealizado e dirigido por brasileiros – já escrevi sobre ele aqui no Site CONCERTO. Outro disco que não se encaixa nos padrões tradicionais, mas que é um trabalho contemporâneo dos mais instigantes – além de muito bem feito – é Antonio Vieira: do Tejo ao Amazonas, de Anna Maria Kieffer (leia mais aqui).

Comemorando seus 25 anos de carreira, o Duo Barrenechea – formado pela pianista Lucia Barrenechea e o flautista Sérgio Barrenechea – lançou os caprichados CD e DVD Brasileiríssimo: encontros numa bela viagem pela música brasileira. Outro duo, formado por Daniel Guedes (violino) e Mario Ulloa (violão) brilhou em seu segundo CD, Amor em paz, mesclando universos de forma orgânica – escrevi sobre eles aqui. Do Rio de Janeiro, vale ainda mencionar Música carioca de concerto, com o Quinteto Lorenzo Fernandez interpretando músicos contemporâneos que atuam na cidade; Pares, com obras de Sergio Roberto de Oliveira e Mark Hagerty interpretadas pelo Duo Santoro (violoncelos) e o Duo Bretas-Kevorkian (pianos); e o simpático Alberto Nepomuceno – 150 anos, que nos apresenta obras do grande compositor com o Coral Brasil Ensemble UFRJ, regido por Maria José Chevitarese, e a Orquestra Sinfônica da UFRJ, sob direção de Ernani Aguiar.

O violão brasileiro é um capítulo à parte. Dos discos que vi e ouvi – e sei que foram lançados outros aos quais infelizmente ainda não tive acesso – dois grupos lançaram trabalhos imperdíveis: o Trio Opus 12 com Divertimento e o Quaternaglia com Xangô (leia mais aqui). Os excelentes Sérgio e Odair Assad comemoraram nada menos que 50 anos de carreira com O clássico violão popular brasileiro. Dois jovens violonistas os quais acompanho a carreira com atenção e admiração também lançaram álbuns: Vitor Garbelotto, Sarau para Radamés; e o versátil Daniel Murray, Universos em expansão e Autoral.

O Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo comemorou seus 80 anos com uma bela temporada e um novo disco: Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo – ao vivo em Chicago. Como Ensemble SP e ao lado de Luis Afonso Montanha, o grupo também fez o excelente Quintetos para clarinete e cordas, com o consagrado Quinteto de Brahms e novas criações de Aylton Escobar e Luca Raele ambas inspiradas na obra do compositor alemão. A incansável e versátil Karin Fernandes lançou dois ótimos discos: Camargo Guarnieri: Seresta, Choro e Homenagem a Fructuoso Vianna e Cria – Nova música brasileira para piano. Uma boa surpresa, foi, já no final do ano, o impecável Fragmentos de um inverno solar no qual o Trio Tokeshi-Rosas-Bazarian interpreta autores modernos e contemporâneos.

A Osesp deu continuidade à integral das sinfonias de Villa-Lobos, comandada por Isaac Karabtchevsky, com mais dois títulos: Sinfonia nº10, Ameríndia e Sinfonia nº 12 / Uirapuru / Mandu-Çarará. Além disso, sob a batuta de sua titular Marin Alsop, seguiu com outra integral sinfônica, de Prokofiev, lançando a Sinfonia nº 3. Também o Selo Digital Osesp continuou aumentando seu catálogo, com os volumes Encomendas Osesp 2014 (leia mais aqui), Dois quintetos de sopros brasileiros, Três concertos brasileiros e, encerrando o ano, Suíte Caymmi. Todos os discos podem ser baixados gratuitamente no site da Osesp.

Os fãs de nosso astro maior, Nelson Freire, não puderam reclamar, pois o ano seguiu com lançamentos e relançamentos do pianista. Dois deles foram dedicados a seu compositor predileto, Chopin – o inédito Chopin: Piano Concerto nº 2 e Chopin: Nocturnes, com gravações da década de 1970. E, quase no apagar das luzes de 2015, mais dois relançamentos prometem fazer a alegria dos melômanos: Nelson Freire live in Toronto e Nelson Freire live in Miami, sobre os quais você pode ler mais aqui, na resenha de meu amigo Irineu Franco Perpetuo. Que 2016 siga nos trazendo grandes lançamentos!

Clássicos Editorial Ltda. © 2015 - Todos os direitos reservados.
A reprodução de todo e qualquer conteúdo requer autorização, exceto trechos com link para a respectiva página.





Camila Frésca - é jornalista e doutoranda em musicologia pela ECA-USP. É autora do livro "Uma extraordinária revelação de arte: Flausino Vale e o violino brasileiro" (Annablume, 2010).

Mais Textos

Primeiras impressões sobre a temporada da Osesp Por João Marcos Coelho (29/9/2017)
“Tosca” tem montagem competente no Rio de Janeiro Por Nelson Rubens Kunze (28/9/2017)
Refinamento e inventividade em “Brazilian Landscapes” Por Camila Frésca (28/9/2017)
Um “Nabucco” problemático no Theatro Municipal de São Paulo Por João Luiz Sampaio (26/9/2017)
Na estreia com a Osesp, Leonardo Hilsdorf encanta a Sala São Paulo Por Irineu Franco Perpetuo (22/9/2017)
Festival de Ópera do Theatro da Paz faz bom “Don Giovanni” Por Nelson Rubens Kunze (19/9/2017)
Penderecki e Szymanowski: uma noite musical maior Por Jorge Coli (18/9/2017)
Novo fôlego para a ópera no RS Por Everton Cardoso (8/9/2017)
Wagner de boa qualidade, mas sem lirismo e vigor dramático Por Jorge Coli (4/9/2017)
Finalmente Dudamel “suja” mãos e batuta com a “política” Por João Marcos Coelho (24/8/2017)
Dobradinha “Pulcinella & Arlecchino” tem boa realização no Theatro São Pedro Por Nelson Rubens Kunze (23/8/2017)
O bel canto colorido e expressivo de Javier Camarena Por Irineu Franco Perpetuo (10/8/2017)
Osesp faz belo concerto com programa raro Por Jorge Coli (9/8/2017)
Terceira edição do Festival Vermelhos consolida projeto cultural em Ilhabela Por Camila Frésca (8/8/2017)
Em busca da música Por João Marcos Coelho (28/7/2017)
Neojiba: o exemplo da Bahia para o Brasil Por Irineu Franco Perpetuo (24/7/2017)
Você conhece José Vieira Brandão? Por João Marcos Coelho (12/7/2017)
Campos do Jordão, Salzburg e a economia da cultura Por Nelson Rubens Kunze (12/7/2017)
Rameau em “dreadlocks” Por Jorge Coli (11/7/2017)
Isabelle Faust, Vadim Repin e Julian Rachlin: sobre expectativas, decepções e boas surpresas Por Camila Frésca (5/7/2017)
Encomenda da Osesp mostra Mehmari maduro Por Irineu Franco Perpetuo (3/7/2017)
Fórum apresenta importantes orientações para “endowments” culturais no Brasil Por Nelson Rubens Kunze (10/6/2017)
Filme “Filhos de Bach” marca por sua sensibilidade e delicadeza Por Nelson Rubens Kunze (9/6/2017)
Transformação social e o futuro da música clássica Por Anahi Ravagnani e Leonardo Martinelli (30/5/2017)
Os extras contemporâneos de Isabelle Faust na Sala São Paulo Por João Marcos Coelho (25/5/2017)
Festival Amazonas de Ópera encena ‘Tannhäuser’ e comemora 20ª edição Por Nelson Rubens Kunze (23/5/2017)
 
Ver todos os textos anteriores
 
<< voltar

 


< Mês Anterior Outubro 2017 Próximo Mês >
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31 1 2 3 4
 

 
São Paulo:

25/10/2017 - Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo

Rio de Janeiro:
30/10/2017 - Orquestra Nacional do Capitólio de Toulouse

Outras Cidades:
29/10/2017 - Curitiba, PR - III Festival de Ópera do Paraná
 




Clássicos Editorial Ltda. © 2017 - Todos os direitos reservados.

Rua João Álvares Soares, 1404
CEP 04609-003 – São Paulo, SP
Tel. (11) 3539-0045 – Fax (11) 3539-0046